Coisas fofas para fazer para sua namorada

29/abr/2020 - Explore a pasta 'Coisas fofas para namorada' de Vitor Machado no Pinterest. Veja mais ideias sobre Coisas fofas para namorada, Frases apaixonadas, Citações sobre amor. Quer fazer sua namorada ir awww? Aqui estão 50 coisas fofas para dizer à sua namorada que podem fazer seu rosto ficar vermelho quando ela te ouvir. Impressionar uma garota e persegui-la pode ser o primeiro passo para encantar uma garota e fazer com que ela saia com você. Mas um relacionamento é mais do que apenas uma perseguição. Envie para sua namorada, e esteja preparado para levá-la para jantar quando ela quiser! Aproveitem o jantar! Vamos para a próxima brincadeira! 10 Brincadeiras para Fazer com a Namorada – Bingo. Super dinâmico! Um dos meus preferidos. Recursos para a brincadeira: Entendendo a brincadeira. Público alvo: Namorados. 20 coisas fofas para fazer pela sua namorada. Se você está procurando uma maneira de fazer sua namorada se sentir especial e querida, ou apenas estragada pelo dia, temos uma lista para você! Essas coisas fofas para fazer pela sua namorada mostram seu lado doce e não precisam quebrar o banco. As 4 Coisas Fofas Para Fazer Pela sua Namorada. Além disso, saiba como surpreender quem você ama com coisas fofas para fazer pela sua namorada. Quando conquistamos quem gostamos, poder ocorrer acomodações com determinado tempo.Embora homens e mulheres que amam, bem sabem que é importante sempre manter o romantismo. 16/jan/2020 - Explore a pasta 'Frases fofas para namorada' de Pkeno Henry no Pinterest. Veja mais ideias sobre Frases apaixonadas, Frases fofas para namorada, Frases de amor namorada. 26/ago/2020 - Explore a pasta 'Coisas fofas para namorada' de Adilsno no Pinterest. Veja mais ideias sobre Namorados desenho, Coisas fofas para namorada, Desenhos de casais.

O DIA QUE FUI AMEAÇADA DE MORTE PELA EX

2020.08.01 17:52 Natalia_Richarde2020 O DIA QUE FUI AMEAÇADA DE MORTE PELA EX

oi luba, turma, gatas maravilhosas, papeis assassinados, editores e possível convidado (que quase nunca tem), hoje vou contar minha triste historia de como fui corna e traída por amigos. bom luba essa é a minha primeira vez participando e espero muito que goste da historia.
ps: estou repostando, pq a anterior tinha alguns detalhes faltando e alguns erros de português ( me perdoe se ainda conter alguns), mas sem delongas vamos a historia.
Eu tinha uma amiga e a gente era bem próximas no período do ginásio e aí quando fomos para o 1° ano do colégio (2015) foi quando eu conheci um menino e a gente sempre foi próximos e por mais que ele trocava de turno na escola (por conta de trabalho),mas isso não interferia nossa amizade e nessa época ele começou a namorar essa amiga minha e cara eu shippava eles pra caralho e sempre apoiava e tudo mais, mas quando foi no 3°ano do colégio (2017) eu e esse meu "amigo" ("amigo" pq eu considerava ele mais um irmão) a gente caiu na mesma sala e aí ele sempre me pedia conselhos sobre o namoro pq segundo o que ele me contava, ela era muito infantil no namoro e tinha ciúmes demais e ainda tinha ciúmes de mim e tipo sempre dei conselhos para ele conversar com ela e assim se resolverem e essa amiga minha em vez de chegar em mim e perguntar as coisas para mim, ela simplesmente mandava outras pessoas perguntar sobre minha relação com o namorado dela e bom sempre fui sincera e sempre falei que considerava ele como meu irmão e que eu e ele não tínhamos nada. Mas ela sempre vinha com as criancices e tudo mais e depois dele passar o ano todo nesse chove não molha ele pediu mais conselhos para mim sobre e eu já tinha dado vários conselhos e o namoro deles não melhorava e o mais sensato quando isso acontece é o término (principalmente quando o diálogo não funciona mais) e aí eu falei para ele que se não tinha jeito que ele terminasse com ela, pq eu não queria o meu irmão sofrendo e assim ele fez e nisso começou o inferno, pois, ele começou a ficar com uma outra amiga nossa e ela começou a xingar eu e essa menina para o colégio todo e sempre quando alguém ia tirar satisfação, bom se fingia de que não tava fazendo nada e que os outros queria envenenar ela para nó,s blz os dias foram passando e aí eu e ele começou a ficar mais próximos, pois a gente cantava no mesmo ministério e aí a gente acabou começando a ficar serio e após 1 mês e começamos a namorar e aí a ex dele veio de mimimi para o meu lado sobre ele e dizia que ele amava ela ainda e aí eu contei que a gente tava namorando e tudo mais e que ele já tinha esquecido ela e que era pra ela seguir a vida dela(maldita hora que fui falar isso) essa menina começou a nos perseguir e nesse meio tempo conheci uma menina (meu namorado que apresentou ela)e ela se tornou uma irmã e ela sempre me ajudava em tudo ( guarde essa "melhor amiga/irmã", pois ela é importante), bom essa ex dele começou a nós perseguir e me atormentar e vindo conversar comigo no whatsapp (na maioria das conversas era nós duas brigando) e vinha postando indiretas para mim (e eu como uma boa pessoa retribuía as indiretas, com outras indiretas) e nessa época eu trabalhava e meu namorado sempre ia lá e passava um tempinho lá para me ver, mas teve um dia que ela viu ele lá e foi lá e sentou do lado dele e começou a me provocar tirando fotos dele e postando com legendas fofas e logo depois ela foi na mulher que cuidava do caixa e era amiga dela (essa mulher era bem próxima minha, era quase uma mãe no trabalho, foi ela que me ensinou tudo e me ajudou com tudo sempre, ou seja ela sabia da historia e ela iria me defender e me contar) e essa garota começou a falar que eu tava atrapalhando o namoro dela com ele e falando outras coisas além disso e tentando me envenenar para ela e meio que querendo que eu perdesse meu emprego, mas essa mulher já sabia da verdade e apenas acalmou ela e falou que se ela namorasse ela o pq de quando ele caiu de moto eu que estava lá do lado dele no hospital e não ela e quem cuidou dele foi eu e não ela e outras coisas e nisso ela saiu e a mulher veio conversar comigo e falar o que ela tinha falado e nisso eu comecei a chorar e tudo mais, pois meu psicológico tava totalmente abalado e estava totalmente frustada com tudo ( e também tinha medo dessa menina fazer eu perder meu emprego, pois era meu refugio aquele trabalho e por mais que era difícil lidar com as pessoas, aquele trabalho me fazia esquecer dos problemas em casa e no pessoal) e aí passou um tempo e ela ainda estava atormentando e um certo dia ela veio falar para ele que tava grávida dele (pois eles tinha feito fuc fuc 1 mês antes da gente começar a namorar ou seja, quando a gente estava ficando serio) e aí ele veio até mim e me contou tudo e eu perdoei ele e aceitei ele mesmo tendo um filho com ela e que estaria aqui para ajudar ambos no que precisar e umas horas mais tarde ela apareceu e começou a forçar ele a terminar comigo e ele falava que não ia terminar e ela ficava insistindo e aí eu perdi a cabeça e comecei a discutir com ela no meio da praça e todos olhando (puta vergonha que passei), mas aí como eu vi que ele não estava bem parei de discutir e ele foi conversar com ela e até que conseguiu fazer ela ir em bora e ai ele decidiu não assumir a criança, porém ajudar financeiramente ela e ela não aceitava essa ajuda nossa e fazia altos dramas ( de como ia ser o filho dela sem pai presente e tudo mais) e até que um dia a gente fez ela fazer exame para a gente realmente saber se era verdade a gravidez (como ela tinha uma certa fama de destruir relacionamentos dos outros, a gente foi ter certeza se procedia a história) e aí no dia que eles marcou os exames, meu namorado ia com ela neh, porem ela não esperou ele e tirou sangue sem ele e isso aí já fez a gente suspeitar da procedência do exame (pq o laboratório não era tao confiável), mas aí passou uns dias os resultados chegaram e dizia que ela tava realmente grávida e ainda sim existia a dúvida de ser dele e ela ainda continuava infernizando a gente e aí sempre que eu pedia conselhos para aquela "amiga" minha, ela sempre falava para mim terminar com ele e nunca me apoiava e tudo mais e isso me fez ter um pulga atrás da orelha sobre fidelidade dela (mesmo ela falando que ele não fazia o tipo dela, pq ela pode estar mentindo e a fama dela não era tão boa assim, tanto que tinha vindo pessoas me alertar sobre ela) e comecei a ficar esperta, pq meu namorado sempre que a gente ia sair ele gostava de passar na casa dela e tudo mais (e também comecei a ficar alerta, quando meu cachorro avançou nela, sendo que ele é amoroso e tem teorias de que cachorro tem o sentido de descobrir que não tem boas intenções e isso já me deixou encafifada e também teve um dia que a gente foi na casa dela e eu meio que me senti excluída ) e aí um dia a gente marcou de ir eu, meu namorado e a ex dele para a gente sentar e conversar sobre e bom esse dia chegou e após muita discussão ele me escolheu e ela não queria aceitar e começou a fazer chantagem e ainda mandando indiretas para mim por celular e a gente discutia sempre no whatsapp e aí teve um dia que ele foi por um ponto final e aí ela me ameaçou de morte e tudo mais (pse ele gravou um áudio sem ela perceber e ela me ameaçava e falava que se ela não podia ficar com ele, que eu não ia ficar e que ela poderia ir pro inferno por me matar, mas ela não se importava) e quando descobri isso fique desesperada e com medo e com raiva por ele nunca por um ponto final e tudo mais e isso tava me fazendo perder muito cabelo e eu ter crises de ansiedade, pois estava aguentando essa barra toda sozinha, pois não tinha apoio de ninguém (minha mãe sabia do namoro, porém nunca fui de dividir os problemas com ela e ela amava meu namorado) e aí um dia a ex dele teve um aborto espontâneo e aí ela parou de nós infernizar (esqueci de falar que ela sempre falava que ele só está a comigo para fazer ciúmes nela e tudo mais kkkk sendo que ele odiava ela) e aí a gente começou a ter paz, porém ele começou a ficar mais distante (ele falava que eu era a que tava distante, sendo que eu sempre fazia textinho e ele sempre falava as mesmas coisa que ''ele estava surpreso e não sabia o que dizer'' e demais desculpas esfarrapadas e até gastei 150 reais em uma aliança nova, pois eu tinha perdido a outra numa viagem e cara sempre fazia surpresas eu dava 100% de mim e ele nem 50% dele e isso me deixava muito triste e insegura comigo mesma) e um dia ele foi trabalhar em uma festa e aí ele me traiu com uma outra amiga nossa e ele falou que não foi culpa dele e que a menina que tinha beijado ele e tudo mais (e eu a trouxa perdoei)(esse rolo todo foi em 2018) e aí o ano passou e faltando 2 semanas para acabar fevereiro de 2019 ele me pediu um tempo e nesse período aquela minha "amiga" começou a postar fotos com ele com legendas fofas e tudo mais e era todos os dias praticamente e aí eu me afastei dela e aí nesse período saiu o resultado do meu vestibular e eu consegui passar aonde eu queria e aí eu e meu namorado marcou de conversar e resolver o nosso namoro (pq eu tava quase indo para outra cidade por causa da faculdade) e a gente foi no dia que a gente completava 1 ano de namoro e aí ele chegou deu feliz 1 ano e aí começou a falar que me amava,mas que ele tinha medo de eu ir para outra cidade e trair ele ou conhecer alguém melhor que ele e tudo mais (sendo que qualquer babaca seria muito melhor que ele e serio eu trair ele? esses medo era pq ele era o infiel da relação)e aí ele falou que se eu queria terminar com ele e aí eu falei que seria melhor a gente terminar, pq se pra ele nosso relacionamento a distancia não ia funcionar, então para que continuar e aí ele veio me abraçou e começou a chorar, porém percebi que aquele choro não era muito verdadeiro e aí eu chorei vindo para casa, mas era um choro dele alívio e um pouco triste por ter que contar para minha mãe que a gente tinha terminado, pois como a gente terminou eu estava tranquila que eu não iria sofrer mais e assim iria para outra cidade e não precisarei conviver com aquelas pessoas e aí alguns meses após o término meu ex veio conversar e pedir desculpas por tudo que ele tinha feito e pedir uma segunda chance, pois ele tinha se arrependido de tudo (pq ele tinha namorado e essa menina tratou ele tão mal, quanto ele me tratou e aí ele se deu conta das merdas que ele fez com quem realmente amava ele e que sempre cuidou e quis seu bem), porém após esse término eu comecei a ter mais alto estima e perceber que eu merecia alguém muito melhor e que ele e aí eu naturalmente dei um fora (ele começou a falar coisas do tipo ''você fazia cursinho fora e você acha que eu não iria desconfiar de algo'', insinuando que eu tinha traído ele e eu me estressei e comecei falar e por pra fora tudo e ai ele viu o quão errado ele estava) e uns dias depois um amigo meu veio me contar que esse ex meu tinha ficado com essa "amiga" minha um pouco depois que a gente terminou e eu fui e perguntei para ele e ele me confirmou e aí eu cortei minha amizade com aquela "amiga" e aí ele queria continuar a amizade comigo e eu aceitei, porém sempre fui fria e aí ele veio reclamar que eu não era a mesma e que eu estava fria com ele e aí eu falei que depois de tudo ele queria ainda que eu fosse igual com ele e fingisse que tava tudo ok e aí ele parou de falar comigo, por atualmente eu já os perdoei e queira que ele sejam feliz, contei para minha mãe os reais motivos de eu ter terminado com ele uma semana depois de ter me mudado para outra cidade, pq eu não tinha coragem de contar cara a cara e aí lubinha atualmente eu encontrei alguém que realmente me ama e me valoriza do jeito que sou e sempre me anima e sempre está disposto a tudo por mim, tanto que foi ele que me apoio a vir contar para você essa historia (eu e ele te assiste e então sempre que a gente joga a gente usa algumas frases suas), bom lubinha tenho algumas prints das conversas e queria muito poder deixar aqui para você ver, mas não sei como faz para colocar kkkk, a já ia esquecendo de contar que essa ex namorada dele sempre tentava fazer meu amigos se virarem contra mim, porem não conseguiu e então é isso lubinha essa é minha historia de quando fui traída em um relacionamento e em amizades . bjs lubinha e obrigada por todas as noites de diversão que você me proporciona (principalmente com o quadro nice mendigos e sempre coloco eles quando estou com crise de ansiedade ou insonia, pois me ajuda a acalmar e dormir) e caso queira julgar quem foi o babaca da historia pode ficar a vontade (apesar de eu achar que todos foram kkkkk). é isso lubinha,bjs e desejo todo o sucesso do mundo para você, seus editores e turminha. então é isso bjs lubinha, amo você.
submitted by Natalia_Richarde2020 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.31 04:48 anonima-sua-amiga A declaração de um melhor amigo

Olá Luba, editores, papelões, gatas e turma que está a ver (nem sei se essa história vai aparecer em vídeo mas oi mesmo assim).
Neste post eu vou contar uma história recente que aconteceu comigo, sobre o meu melhor amigo incluindo declarações.

Título: (use da sua criatividade e crie um título aqui depois de ver a história, já que não tenho tanta criatividade para criar títulos assim)
Eu nunca me apaixonei e meio que já deixei isso claro para todas as pessoas que conheço (apesar de só ter tido umas paixõezinhas momentâneas, eu realmente nunca me apaixonei) , e, meu melhor amigo já gostou de mim a um tempo atrás, e eu rejeitei ele porque eu não gostava dele, mas depois desse acontecimento nós viramos melhores amigos e somos até hoje (também não me pergunte, só aconteceu), até aí tudo bem. No final do ano passado, eu comecei a ter uma paixão em um menino da minha turma, ele não era lá o cara mais bonito, mas tinha um bom senso de humor, gostava das coisas que gosto e tals. Antes de eu descobrir dessa paixão, ele já tinha começado a se aproximar de mim e falava que gostava de uma garota, e eu como uma bela atriz que sou, me fazia de desentendida sobre quem era (era eukkkj). Perto de dezembro ele não se aguentou mais e se declarou e a gente começou a namorar. Chegou fevereiro (desse ano) e eu já não sentia mais aquela sensação igual sentia no início do relacionamento (já que como ressaltei, era só uma paixão momentânea), e sim sentia que ele era um bom amigo pra mim. Eu falei isso pro meu melhor amigo, e ele falou que também queria terminar com a namorada dele (sim, ele começou a namorar um pouco antes de mim), já que também não gostava mais dela. Esse meu melhor amigo era amigo do meu namorado, e eles tinham bastante intimidade; até aí tudo normal, só que eu achei bem estranho o fato dele - melhor amigo -, começar a falar bem mal do meu namorado pra mim, coisas do tipo: "ele só quer usar seu corpo, ele nunca gostou de você." e eu fiquei bem incomodada mas resolvi não deixar aparente. Uma ou duas semanas depois eu terminei com meu namorado porque já não dava mais pra iludir o coitado, e foi aí que a minha relação com meu melhor amigo foi só a ladeira abaixo. Ele começou a jogar cantadas no ar, e fazer pressão psicológica para eu ficar mais perto e dar carinho pra ele (coisa que sempre ocorreu na nossa relação), e uma coisa que vale a ressaltar é que literalmente TODO MUNDO, sem exceção, achava que nós eramos namorados (até a diretora, professores, coodernadoras e parentes), e quando nós contávamos que não eramos, elas ficavam mais ou menos com essa cara: :o. E um detalhe bem importante é que ele sempre hesitava ao falar que nós só somos melhores amigos. Antes da quarentena começar, eu estava indo para a saída do colégio quando umas pessoas da minha turma haviam me parado e me puxado para a praça que havia na rua de trás da escola, lá estava meu melhor amigo com flores e totalmente envergonhado. Me empurraram para perto dele e quando estava lá ele se declarou; falou que por mais que ele tenha se apaixonado por mim e foi rejeitado, disse que foi mais forte que ele, também falou coisas fofas e mais algumas coisas. E eu estava em choque, eu não sentia nada por ele e ele sabia disso, eu só o considerava meu melhor amigo e nada mais, nada menos. Eu não sei se foi Deus me ajudando ou não sei, mas eu fui salva quando meu telefone tocou e era a minha mãe me falando que era pra eu voltar urgentemente para casa, já que já havia passado do horário de eu voltar e que ela estava bastante preocupada. Falei para meu amigo que tinha que voltar pra casa e fui correndo pra lá. Por mais que eu quisesse falar pra ele que não gostava dele na hora, eu fiquei meio mal porque ele sofre com depressão e que as coisas não estavam bem na casa dele, então eu não falei na hora. Quando chegou no sábado (dia seguinte), recebemos um comunicado da escola avisando que entraríamos em quarentena, e que não voltaríamos para a escola na semana seguinte até ainda não sabemos hoje, e eu até hoje não respondi meu melhor amigo e nós não somos mais tão melhores amigos assim.

Eu sei que não foi uma história muito boa, mas eu me senti confortável e quis contar. Espero que tenham conseguido criar um título e foi isso Lubixco >4.
submitted by anonima-sua-amiga to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 05:46 CookieIsaMonster Título: "O Conto da Pink Bitch"

Olá Lubixco, editores papelões destroçados, gay-tos e a turminha que está a ver.
Hoje eu vou expor minha primeira amizade tóxica que tive há muito tempo atrás...
Era 2016, eu tinha entrado numa plataforma chamada Google Plus (aliás sdds ;-;), lá eu tive certas amizades virtuais, e nas minhas amizades, tinha uma garota francesa e que falava português de portugal (isso é importante!), um ano mais nova que eu (Eu tinha 13 e ela 12), vamos chamar ela de "A" por enquanto... No início A era bastante simpática e fofa cmg, me deixava feliz e eu sentir que pela primeira vez, está fazendo uma amizade, a gente meio q compartilhava td, e eu era bastante ingênua. De vez enquanto, ela contava umas coisas pesadas... Que o irmão mais velho dela a abusava sexualmente e que os avos dela deixava ela em cativeiro e acorrentada por conta da sua "dupla personalidade". E eu, inocente como eu sou, acreditava em td que estava dizendo, eu perguntava do pq ela n chamava a polícia e ela me respondia que já ligou tantas vezes que eles nem ligam mais pra ela. E eu acreditando ficava triste por ela, eu chorava pensando que eu queria ajudar ela, mas eu n sabia como... Um dia, ela começou a webnamorar um menino, que era meu webirmão (No G+ tinha essa brincadeira de ter irmãos e blá blá). Estava tudo bem enquanto DO NADA, ela começou a ficar ciumenta e possessiva, a ponto de pedir que eu PARASSE de falar com ele, pelo simples motivo deq ele n tava dando a atenção necessaria q merece, eu chorei muito naquele dia, mas depois ela me falou q uma hacker invadiu a conta dela para me atacar e que ela tbm amava o webnamorado dela. E como a burra que eu era, acreditei em cada palavra que ela disse. Estava td normal, até que ela começou a ficar possessiva tbm cmg, ela n deixava eu ter certas amizades, ela ficava puta quando eu falava dos erros dela etc, isso gerou muitas discussões, e a gente ficou nesse ciclo de acabava a amizade e voltava várias vezes (Muitas das vezes eu pedia desculpa, pois achava que era culpa minha). Até q uma hora, tinha q acabar... passou um ano, e percebi que ela tinha deletado a conta, e logo fiquei até alegre, mas dps ela voltou como outra pessoa... Agr A tinha virado B, e agora era da Suécia, e dizia nunca ser tido abusada sexualmente, e inverteu toda sua história que ela tinha me contado, fiquei puta e acabei mandando algumas indiretas para ela (sem mencionar o nome), e ela via td e me xingava nos seus posts (ela nunca parou para falar cmg na dm, pois gostava de compartilhar sua frustração com todos), falando como eu sou uma monstra e etc e suas fangirls todas me xingando nós comentários e dando ibope pra ela, eu bloqueei ela, mas por alguma razão ela conseguia meus posts e ficava me xingando novamente, na época eu e minha amg (q chamo ela de sis, e tenho amizade até hj <3), achávamos estranho isso tudo, acabei descobrindo que a sua atual namorada na época (o antigo namorado dela, terminou com ela. Diz a B que ele se matou... mas eu n acredito mto-), ficava me stalkeando diariamente e contando pra ela, briguei pra krl com o namo dela e dei block <3. Na época, eu e minha sis chamávamos ela de Pink Bitch (Abreviamos para P.B), pq ela tinha um tema rosa no perfil, mas não pq ela gostava de rosa, mas sim pq ela era forçadamente fofa e infantil pra atrair seu "público"... No começo desse ano, a ex dela (que agora é ele) me pediu desculpas, falou com sinceridade que mesmo da manipulação que a ex dele fazia contra ele e seus "amigos", eles ainda se falavam, mas o acontecimento anterior foi tão grande pra mim que fiquei um bom tempo pensando, ele entendeu, e eu acabei o perdoando. Depois de muita conversa, eu perguntei do pq ele ainda tem proximidade com ela, e ele falava q ela mudou muito, que não era mais aquilo e blá blá. A minha sis me incentivou a falar com ela, para ver se ela realmente mudou. Chamei ela na dm com o cu na mão, mas tava numa boa e na paz, disse q só queria fazer umas perguntas. eu perguntei o pq dela mudar o nome tão de repente, ela me deu a desculpa que ela só queria "proteger sua indentidade". Eu falei que ela poderia mto bem ficar no anonimato doq mentir para todos, e ela deu a desculpa de que "ninguém é realmente sincero na internet"... E eu perguntei se toda a história que ela me contou nessa época era mentira, e ela disse que sim... Eu perguntei que se ela se arrepende, e ela disse q NÃO, pq o pessoalzinho sabe das merdas que ela faz, mas ainda estava no lado dela. E eu fiquei puta e só disse tchau e dei block- mostrei TODA a conversa para aquele garoto, e ele disse simplesmente ignorou oq eu disse e continuou a babar ovo para aquela puta.
Desfecho da história: ela ainda está vivinha no insta, ganhando seguidores para manipular e ser a putinha hipócrita q é <3
É isso, eu n sei se o Luba vai ler isto, mas pelo menos estou tentando neh Bjs Lubinha, te amo mto <333
Provas para ninguém dizer q é fic: https://drive.google.com/folderview?id=1Pynuet_AEy3lrEUCdnaRRVfGuPQKXw9r
pfvr turminha, de upvote pra chegar no Luba, foi mto trabalhoso fazer 🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻
submitted by CookieIsaMonster to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 05:06 Discoffe Barraco, confusão e gritaria!

Olá luba, editores, gatinhas fofas, possível convidado e turma que está a ver. Esta é minha história, longa, triste e muito frustante do fim de uma amizade que era, na época, a melhor amizade que eu tinha. Eu conheci essa minha amiga no colégio, éramos tão bests que fizemos tatuagens juntas, vivemos muitas coisas juntas e inclusive ela me ajudou qndo eu estive em um relacionamento abusivo, ela podia odiar o cara mas estava lá do meu lado me apoiando. Até que esse relacionamento acabou (isso é uma história para outra turma feira), fiquei mto triste e talz, mas com a ajuda dela e de outras coisas fui superando, até que cheguei na fase de tacar o foda-se e sair curtindo a minha vida. Tinha conhecido um grupo novo de amigos que jogavam rpg, que eu sempre gostei, e em sua maioria eram homens mas eu não ligava para isso e não tinha intenções com nenhum deles, até que tudo mudou qndo eu conheci um carinha, e meio que fiquei afim de pegar, mas como eu tenho dedo podre mesmo, saí com ele e mais dois amigos (uma boyzinha que não era a minha best e uma poc do meu coração) e ele ficou com a menina na minha frente (kkk trouxa), enquanto eles ficavam o meu amigo disse que ia ao banheiro e ele foi junto. Ok, o carinha me levou em casa e disse que queria ficar cmg, eu disse não pq ele tinha me sacaneado e ficado com a menina na minha frente e ele pediu desculpas e jogou as palas (gíria pernambucana para: conversa mole). No dia seguinte, meu amigo poc manda a mensagem falando que qndo eles estavam no banheiro o cara fez secso oral nele (kkkkk muito trouxa mesmo). Desanimada e sem entender nada fui falar com ele, e ele me confidenciou que era Bisexual, e eu " ata ok, tb sou, te entendo". Ficamos mais amigos e tdo mais até que esse carinha chega pra mim e fala " vc quer namorar cmg? Minha mãe precisa achar q eu sou hetero" E eu " q? Como assim? Pq vc não arranja uma namorada já q vc é bi?" E ele " nossa, mas vc é minha amiga, podemos tentar pelo menos? Vc fica com qm vc quiser, eu fico com quem eu quero, se rolar algo entre nós ok se não der mais certo a gente termina e fica só amigos, para minha mãe parar de me enxer o saco" Oq vcs acham que eu fiz? Disse que sim, lógico, não tava fazendo nada mesmo. Mas antes eu tivesse negado pq aí que começou a desgraça... eu apresentei esse carinha para minha best como meu namorado, e como ele tinha pedido segredo sobre ser bi, eu n contei para ela que era um namoro fake, e eles se adoraram! Viraram amigos e saiam juntos e tudo mais, estava tdo indo bem até eu conhecer uma pessoa do mesmo grupo de amigos que eu me interessei mas como estava em um "relacionamento" e era do mesmo grupo de amigos que o carinha, eu passei a visão para minha best que ficou com ele duas vezes e não deram certo, ficaram amigos tb. Okay, depois de um mês deles dois terem parado de ficar e eu e ele ficarmos mais amigos e talz, eu me deparei estando apaixonada, conversei com ele e disse que não ficaria com ele sem antes falar com o carinha que eu estava e resolver a situação. Foi oq eu fiz, marquei com o carinha para conversamos sobre isso e como eu sabia que ele estava ficando com outros, eu achei que estava tdo certo! Até que contei e ele deu escândalo dizendo que me amava e talz e eu fiquei com a maior cara de (WHAT?Como assim vc me ama? E o nosso acordo??) Eu fiquei com pena, mas oq eu podia fazer? Terminei e fui ser feliz né gente? Aí chega minha ex-best me dando sermão pq eu ia deixar um cara legal como ele para ficar com um ex ficante dela, eu perguntei para ela se ela sentia algo por ele pq se sentisse eu não ficaria com ele de jeito nenhum, ela disse que não mas que o carinha era melhor que ele e que eu deveria ficar com o carinha. Então eu falei a verdade para ela, que o carinha e eu tínhamos um namoro fake, disse tudo, e ela não acreditou em mim, então eu mostrei para ela os prints dele com meu amigo poc e ela ficou sem falar nada. Depois ela manda msg pra mim dizendo que ele estava mto mal pelo término e descubro que ele estava espalhando pra todo mundo que eu era uma p*** sem coração e tinha traído ele, todo mundo ficou me chamando de vagabunda, e ela sabia a verdade e não me defendeu. Pois bem, eu levei meu amgo poc para uma reunião do grupo em que o carinha e ela estariam, cheguei lá como a própria Paola Bracho, chega pude ouvir a música tocar (tan dan dan dan) O carinha qndo viu meu amigo, ficou branco! E minha ex best tentou acalma-lo. Cheguei falando " Nera tu que tava falando mal de mim? Fala na frente de tdo mundo e do Carls agora!" Ele ficou sem responder, e todo mundo ficou em silêncio. Chega minha ex-best e fala " Pra quê isso? Pq tu trouxe o carls aqui? Deixa de ser exagerada" E eu " exagerada oq? Ele combina uma coisa comigo e depois espalha pra todo mundo que eu sou rapariga? Vamos ver quem foi a raparigada da história" Carls que adora confusão disse a ele pra falar a verdade pra tdo mundo ou ele ia mostrar os prints e contar da relação dos dois. Então ele me pediu desculpas e disse pra tdo mundo que ele tinha me traído com outra garota ( que era na verdade o Carls e alguns outros boyzinhos) e por isso eu tinha terminado com ele. Fomos embora e minha ex best veio me dar lição de moral por ter me defendido daquele fdp que estava me difamando pra tdo mundo, mandei ela tomar no cú e se ela gostava tanto dele era para ELA namorar ele e não eu, pq não sou obrigada a ficar com quem ela acha que é melhor para mim, resultado nos afastamos por causa do carinha. Eles são amigos até hj e eu estou sem dinheiro para fazer outra tatuagem em cima da que fiz com ela.
PS. O único lado bom nessa história é que eu e o cara por quem me apaixonei estamos juntos até hoje. 💖
submitted by Discoffe to TurmaFeira [link] [comments]


2020.01.14 22:17 darthvader008 Como ser um Bosta na vida S2

Bom, primeiramente... Olá a todos os leitores, obrigado por tirar um tempinho de suas vidas para ler algo sem graça de alguém mais sem graça ainda!
Bom, sou um Jovem senhor de 28 anos (recém completados) moro em uma cidade turística, cheio de mulheres bonitas, nem sempre morei aqui, mas vamos ao que interessa. apesar dos meus 28 anos, só tive 3 parceiras sexuais ( em nenhuma cheguei ao orgasmo kkk irônico, eu sei) das três parceiras sexuais...
The first one: Prostituta em uma cidade vizinha, tava muito escuro no quarto, ela era muito baixinha e a mão dela parecia a mão de uma anã (confesso que me deu um certo nojo, desculpa a todos os anões, eu tenho 1,90m de altura) não foi um sexo bom por vários motivos
1- Ela é prostituta, paguei 150 reais pra perder a virgindade aos 25 anos de idade '-' pqp. 2- O rancor de mim mesmo por passar por aquilo, foi degradante. 3- A ressaca moral no outro dia foi terrível, se eu pudesse eu queria minha virgindade de volta.
A segunda: Uma senhora que foi no meu trabalho pedir meu número para meu colega de trabalho (eu o amaldiçoou até hoje por ter dado meu número) ela é uma velha que queria uma relação duradoura, eu desde o começo nunca quis nada com ela, mas eu sou tão pateticamente tímido que não tinha coragem de dizer à ela, ela queria casar e tudo, com ela também não cheguei ao orgasmo, passamos a noite conversando e no outro dia não mandei uma mensagem sequer e dei block nela no whatsapp. não era o que eu queria, fiquei novamente com o rancor de mim mesmo e nesse tempo eu namorava com uma moça do país de gales (relacionamento a distância) fiquei ainda pior por ter traído a Galesa A terceira: uma vez um rapaz foi no meu trabalho e estava me contando sobre uma mulher que mandava nudes, a mulher tinha seus 41 (e eu 26) ela gorda baixa e morena, bem morena, o sexo foi horrível de várias formas, mas culpo principalmente por ela não poder fazer as posições que eu queria fazer kkkk me arrependo também por ter ido lá, também dei block e nunca mais vi.
Minha vida amorosa é bem patética, todas as mulheres que posso dizer que foram "minhas namoradas" foram de relacionamentos à distância: 1- Aseel ( moça muçulmana linda que mora na Palestina) separamos porque eu sou pobre e não posso ir pra lá 2- Brandi (americana de Indianapolis) só comecei um relacionamento com ela por pena, devo admitir, ela se sentia sozinha 3- Annalise (a Galesa que citei antes) muito linda, nos separamos porque ela é linda e eu um ciumento chato que nunca poderia ir pra gales por falta de dinheiro. 4- Huda (Egípcia linda linda kawaii linda linda linda, muçulmana linda, já falei que ela é linda?) Essa foi antes da Annalise, nos relacionamos por mais de 2 anos, sinceramente nunca amei alguém assim antes, por ela eu me converti ao ISLAM, por ela eu faria tudo mesmo, não só porque ela era linda com ou sem Hijab, mas sim porque ela é tão meiga, fofa, simpaticamente perfeita e maravilhosa, a nossa separação veio porque obviamente a distância... eu mentia muito pra ela sobre muitas coisas, só pra não deixar ela perder o interesse por mim, mas mesmo se eu dissesse a verdade ela ainda me amaria, eu sei disso, tanto que depois que nos separamos eu disse muitas coisas e ainda assim ela me respeitava e falou ainda que me amava, que até moraria debaixo da ponte comigo se fosse o jeito e a separação não foi devido ao casamento arranjado que a mãe dela arrumou pra ela, coração partido em milhares, mas também não esperava que ela ficasse comigo pra sempre no telefone, espero que ela esteja feliz 5- Ana (A única brasileira da lista) não tenho nem o que falar dela, estamos atualmente ainda juntos, ela como a Annalise tem uma filha (ambas as filhas se chamam Laura) amo muito, mas amo de paixão essa, ela mora longe do estado que eu moro, ela é linda, ela é meiga, gostosa, perfeita, maravilhosa, a primeira brasileira em quem eu pude dizer que tenho paixão e ela tem por mim, a primeira brasileira a querer estar comigo, estamos ainda juntos nem sei porque, nós nos falamos muito pela parte da manhã, quando estou trabalhando, porque a tarde o marido dela chega '=' ... Exatamente isso, ela é casa ainda com o pai da filha dela, ela alega não gostar mais dele e tudo, eu ajudo ela de todas as formas possíveis, ah como eu amo essa garota, ela quer que eu vá para o estado em que ela mora para nos conhecermos, mas ela já diz que vai querer ficar comigo pra sempre, eu amo demais ela... mas além do marido dela, há ainda os problemas devido as minhas mentiras... algumas delas... eu disse que tenho carro (disse antes de ter, agora eu tenho) nem tenho habilitação, eu sou diabético e em 2 anos nunca disse pra ela, eu tenho emprego, sou frentista de um posto, nunca disse a ela, falei que trabalho com outra coisa, disse pra ela que eu moro só, mas na verdade moro com toda minha família, irmãs, sobrinhas, irmão, mãe e durmo no mesmo quarto que minha mãe (patético né? calma que ainda fica pior) um dos motivos que me fazem ficar como estou é o fato de talvez o pessoal não se dar bem sem mim, pois dou 100% do meu salário pra minha mãe, ela paga as contas, compras as coisas, eu trabalho e fico na internet, não tenho amigos ou vida social, sou feio pra xuxu. sempre que falo sobre sair de casa vem aquelas chantagens emocional, a tristeza de deixar minha mãe (que tá inteirona, não tá velhinha, tem só 52) Eu penso comigo, será que a Carol ainda me aceitaria se eu dissesse a verdade? as vezes me sinto horrível por mentir pra ela, me sinto um lixo por dizer que vou pra lá, mesmo não podendo ir ou nem sei se é porque não quero, eu me odeio por fazer ela querer alguém como eu.
Um pouco sobre minha vida além do que eu já falei, quando eu tinha 19 descobri que tinha diabetes, fiquei em coma por 3 dias e tomo insulina 2x ao dia, sou pobre, pago aluguel, mas não é tão miserável minha vida agora quanto era antes.
eu realmente quero a brasileira na minha vida, apesar de eu nunca querer ter filhos, eu quero estar com ela e a filha dela e criar como se fosse minha, não sei se como adulto responsável pela casa eu me daria bem, já que só fico em casa e não faço nada além de sair pra trabalhar, aos 19 anos eu fazia ciências contábeis, fiz dois anos e me mudei para o centro-oeste (morava no norte)
gostaria de alguns conselhos realmente efetivos, não quero me relacionar com ninguém que não seja a moça que já tenho relacionamento a distância, que comparado as outras, não vou gastar dinheiro com passaporte e visto. recentemente fiz vestibular pra ADM, o resultado sai no próximo dia 20 de janeiro
Mais sobre mim: Sou ou fui inteligente, sempre gostei de estudar, mas por preguiça (acredito eu) dei uma parada, assisto muito anime (animação japonesa muitas vezes baseadas em mangás) mesmo sendo um adulto de quase 30, meus amigos de verdade moram no norte, eu nunca bebi nem fumei... não, eu não sou religioso, sou ateu desde os 16, não tenho costume de ficar chorando, fico mais me masturbando pra aliviar a pressão de ser um ser humano patético. Na maior parte do tempo me sinto um inútil e um desperdício de oxigênio, acho que sou um mentiroso, mentia (ainda minto) sobre estar cursando licenciatura em química para o pessoal do meu trabalho, se bem que frentista é tudo fdp, então não importa.
PS: depois de digitar isso, percebo que minha vida é uma bosta por culpa exclusivamente minha, affs.
Obrigado novamente a você que leu, espero que fique bem.
submitted by darthvader008 to desabafos [link] [comments]


2020.01.07 03:41 O-stinat-o Uma palavra amiga

Indo um pouco contra a maré, mas não contra o propósito deste subreddit, gostaria de desabafar um pouco sobre os dois últimos anos da minha vida e tbm compartilhar um pouco da esperança e da motivação que tenho sentindo nos últimos dias.
Desde o ensino médio, eu sempre tive o sonho de cursar composição em música. Meu grande sonho era compor musica para videogame, minhas duas grande paixões. Estudei muito para o Enem e consegui passar para um faculdade pública no sul do país, sendo que eu morava (e moro) no sudeste. A distancia é mais ou menos de 2200km.
Então, em 2018, tive que me mudar para lá e fiquei morando na casa de um conhecido do meu pai e é claro, meu pai pagava minha estadia lá (juntando o aluguel com alimentação e transporte dava mais ou menos uns R$1000 ) Como ele viaja muito, eu passava a maior parte do tempo na faculdade ou sozinho em casa, com meu laptop (que foi comprado lá) e o gato da casa, a coisa mais fofa e meiga que eu já tive o prazer de conviver.
A faculdade foi fantástica. Aprendi muito com professores fodas, experimentei muito e compus várias coisas legais. Mas não é só de estudos que um adolescente de 18 anos vive na faculdade certo? Bem, infelizmente eu nunca pude ir numa festa na faculdade, já que, apesar da distância, meu pai controlava muito minha vida. Isso é algo que eu me arrependo demais, não ter ido numa festa, saido para beber. É claro, eu saia com meus amigos no tempo livre (na medida do possível) mas não era a mesma coisa.
Por falar em amigos, conheci pessoas fantásticas no tempo que reside lá. De verdade, as melhores que conheci até hj. E puxando agora para a vida amorosa, como eu perdi o bv no intervalo da conclusão do ensino médio até o início da faculdade, eu fiquei bem receoso se eu conseguiria ficar com alguém, se alguém teria interesse em mim.
Mas não demorou muito para eu ficar com uma guria super legal lá, apesar das coisas não terem ido para frente. Gosto bastante dela até hj e a respeito e admiro demais.
Bem, tudo lindo e maravilhoso até agora certo? Bem, fui para minha casa ao final do segundo semestre para passar o tempo com minha família no período de férias. Faltando algumas semanas para o início do terceiro semestre, mandei uma mensagem para o dono da casa perguntando se estava tudo certo... E aí a merda aconteceu.
Ele tinha se mudado para um cidade vizinha por causa de "uns problemas". Eu agora ou teria que pagar uma despesa bem maior com a casa dele, incluindo internet, água e energia, oque não dava para meu pai custear, já que eu não tinha conseguido um emprego nesse meio tempo.
Bem, já que eu não tinha como voltar, decidi trancar a minha matrícula e pedi que ele enviasse minhas coisas de volta. É claro, pagaríamos o custo dos correios e quaisquer eventuais burocracias governamentais. Adivinha? Como ele estava em outra cidade, ele exigiu que pagasse alem dos correios, o gasto com gasolina dele, oque daria mais um R$300 brincando.
O filha da puta irresponsavelmente deixa a cidade sem nos avisar (como dito anteriormente, somente quando mandei uma mensagem perguntando se estava tudo certo ele tocou no assunto) e sem enviar minhas coisas de volta! Pelo amor de Deus! Pagaríamos pelos correios! Pagaríamos! Minhas roupas, livros, caderno e o caralho estão lá até hoje para vocês terem uma noção. Isso vai fazer 1 ano.
Resultado: Entrei numa depressão profunda. Todas as outras faculdade de composição são tão ou mais longes que a que eu frequentava. Me convenci de que eu não conseguiria realizar meu sonho de estudar composição. Me senti um lixo por meses. Dormia tarde, acordava tarde, não fazia nada o dia inteiro, apenas definhava com o passar das hora.



Mas as coisas começaram a mudar. Começaram a mudar quando eu consegui meu primeiro emprego.
Passei meses entregando curriculum em diversos lugares: lojas, lanchonetes, restaurantes, pizzarias, supermercados... Mas com "2 semestres cursados em música - composição'' não ajudavam muito... Até que finalmente, eu consegui meu primeiro emprego!

Estavam contratando pessoal extra para o período de black Friday, trabalhei durante 18 dias como caixa na loja e cara... Que experiência foda. Conheci gente muito legal lá e sou grato até hoje por esse emprego. Nos intervalos, eu aproveitava e estudava para uma prova para o Instituto Federal aqui da minha cidade, Já que se eu passa-se, ao menos eu estaria fazendo algo e não estaria parado. Estava concorrendo para a área de informática.
E minha rotina era essa: Trabalhar, estudar nos intervalos e dormir. Dica de amigo: Um rotina bem estruturada muda sua vida para melhor, e como muda!
Logo após o fim do contrato, comecei a trabalhar como um garçom numa hamburgueria e cara... Que emprego de merda. Eu trabalhava 9 horas direto sem folga e sem carteira assinada (diferente do emprego anterior)... Foi um período estressante para um caramba.
No período que eu trabalhei lá, a loja que tinha me contratado anteriormente me chamou para outro contrato temporário, desta vez maior. Eu ia ganhar BEM MAIS do que eu estava ganhando no momento, mas como eu não queria deixar meu chefe atual na mão, eu recusei e agradeci a oferta. Bem, no final eu que fui deixado na mão.
Com a notícia de que eu tinha passado na prova (em segundo lugar!) eu avisei meu chefe sobre, já que dentro de uns dois meses estaria começando as aulas e queria dar tempo dele se preparar. Não deram 3 dias e eu fui mandado embora, no meio do meu expediente.
Mas sendo bem sincero, me senti aliviado e extremamente feliz. Eu não gostava do emprego e não ganhava o suficiente para poder suportá-lo. Cheguei em casa feliz da vida contando a novidade para meu pai que é claro, não gostou da atitude do meu chefe.
Para comemorar eu fui para a casa de um amigo meu que estava tendo uma resenha com nossos amigos e FINALMENTE eu consegui convencer meu pai a dormir fora. E NUNCA tinha dormido na casa de um amigo antes. Que puta conquista foda minha.
Muitas coisas aconteceram depois, como o réveillon que passei na praia com o mesmo grupo de amigos e tal. Mas o mais importante que eu quero que você entenda: Podendo agora voltar a estudar numa área que tenho interesse, estou com a motivação a mil! Vou dar o máximo de mim para aprender, arranjar um emprego, quem sabe uma namorada, não me envolvi com ninguém emocionalmente ou sexualmente durante o ano passado todo, já que eu não saia de casa e não tinha como conhecer gente nova, e é claro: melhorar quem eu sou.
Nos últimos meses eu restaurei uma antiga paixão de infância: ler. Tenho lido muito e todos os dias. Com esse poder em mãos, o conhecimento, sinto que poderei me libertar aos poucos de meus vícios e melhorar como ser humano, já que a angústia e ressentimento dominaram boa parte do meu Ser no ano passado...
Sei que é clichê, mas ano novo, vida nova.
Obrigado por ler até aqui pessoa, espero que encontre um feixe de luz que guie-o para a virtude, assim como eu o fiz e faço.
submitted by O-stinat-o to desabafos [link] [comments]


2019.08.11 19:52 Fischer320 Fobia social absurda: estou sem saídas.

*Texto bem longo à frente (escrito em 11/08/2019)*
-> Oi, me chamo Fischer, moro no sudeste, tenho 24 anos e venho descrever parte de um enorme problema pelo qual passo e, ao final, *propor algo bastante ambicioso para alguém em situação análoga.*
Já digo, de antemão, que muitos se irritarão com meu jeito de ser ou de pensar. Desculpe ser rude, mas eu não quero conselhos ou sugestões de como agir, não vão adiantar comigo: meu caso é ridiculamente complicado. Considero-me, no entanto, uma pessoa honesta e desejo de forma legítima e apaixonada o bem para a humanidade.
*Um pouco sobre mim:*
Pense em alguém com uma fobia/ansiedade social extrema. Multiplique a intensidade do caso por 2. Este sou eu. É difícil até de imaginar. Eu não possuo um amigo sequer. Nenhum mesmo. Não há ninguém com quem eu converso. Ninguém. Nem na realidade, nem na internet.
Nos últimos meses isso está me afetando de forma brutal porque estou sendo obrigado a ficar exposto a situações sociais horríveis por conta da faculdade. Às vezes, durante as aulas, chego a pensar se a morte não seria uma solução e meus olhos se enchem de lágrimas, pois eu não quero me abdicar das minhas ambições e experiências boas pelas quais ainda quero passar.
Nunca nem cheguei perto de beijar uma garota em 24 anos de existência. Não lembro nem da última vez que encostei numa garota, e olha que eu não sou feio, embora minha autoestima seja baixíssima. Não sei falar com caras jovens. Não sei falar com caras mais velhos. Não consigo desenvolver papo algum. Não tenho domínio da variante linguística usada pelos jovens para se comunicar, isto é, não sei usar de forma natural termos como "rolê" ou outras gírias jovens como "se liga" ou "massa". Nunca fumei nem bebi nada alcoólico, creio que no máximo uns 10 goles de cerveja em 24 anos de vida.
Entre as aulas da faculdade, há intervalos de 25 minutos. É o meu terror. Quase sempre todos saem da sala com seus respectivos grupos e vão tomar um café ou comprar um salgado na cantina, ou então ficam em pé em cantos da sala com sua turminha conversando aleatoriedades. Eu continuo sentado na minha cadeira, fingindo que leio algo ou então que mexo no celular. Ser observado sozinho e ser encarado como esquisito ou antipático é algo que me dói profundamente. Durante esses intervalos, eu finjo, muitas vezes, que durmo, esperando essa pequena eternidade passar e o próximo professor entrar logo na sala de aula; outras vezes, dirijo-me até o banheiro e fico o máximo de tempo possível trancado no box (uns 6 minutos), esperando o intervalo infinito acabar. Depois, lavo as mãos umas 3 vezes de maneira bastante vagarosa (uns 3 minutos), e fico olhando no espelho para o meu semblante de humano totalmente impotente e deslocado da normalidade da vida.
Ainda em relação aos intervalos: eu queria poder ir até a cantina e comprar uma coxinha, parar por lá, escolher os sabores, comprar uma, e comê-la. Mas qual seria o pré-requisito para fazer essa simples tarefa? É basicamente este: ter um amigo, ser sociável e, sobretudo, não ser eu. Se eu ousasse a fazer isso sozinho, eu compraria a coxinha e depois eu faria o que com ela? Ficaria comendo a maldita coxinha olhando pra parede? Ficaria comendo a coxinha sentado na minha cadeira olhando fixamente para o horizonte? A coxinha seria interminável. Nesse caso, eu preferiria ficar trancado por alguns minutos no box do banheiro até que o professor voltasse à sala de aula mesmo.
Sobre trabalhos em grupo, prefiro não comentar, mas, em suma, reprovei matérias consideradas muito fáceis por causa deles. Preferi pagar quase 1500 reais em provas de recuperação para não ter de passar por alguns deles. Meu desempenho acadêmico é prejudicado em função do meu jeito de ser. Faço medicina em uma faculdade particular (com bolsa quase totalmente integral) e as provas de recuperação ou repetição de matérias custam um preço exorbitante. Sinto que a qualquer momento não conseguirei mais arcar com os custos.
Meu apreço pelas ciências e educação, pela medicina, e pelo universo é enorme. Isso talvez me motive a continuar vivo. Eu vejo um futuro promissor para a humanidade. Eu acredito piamente nisso. Mas sinto que não conseguirei chegar vivo até lá. Talvez os vermes que primeiro roerem as frias carnes de meu cadáver consigam desfrutar de um mundo mais justo.
Eu não consigo gostar de nada que as pessoas fazem, incluindo as da minha sala. Falam o tempo todo em festas, em "rolês", usam demasiados termos "sexuais" sem qualquer pudor, usam muito o termo "pt", que, há pouco tempo, descobri que significa "perda total", para designar quando ficam desacordados por efeito de bebidas alcoólicas. Definitivamente, não gosto da forma de agir dos jovens. Nem da dos adultos.
Não gosto da cultura brasileira. Não gosto de futebol, de novela, de feijão, de samba, de pagode, axé, sertanejo, funk, odeio carnaval, festas no geral, não gosto do estilo de roupa usado pelas pessoas médias brasileiras. Odeio álcool, bem como o "jeitinho brasileiro". Odeio totalmente a falta extrema de pontualidade do povo brasileiro.
Sou um weeb, um hikikomori forçado a ir à faculdade. Provável que só saio dela morto. Estou preso nessa rotina. Não tenho mais opções. Já desisti de 2 duas engenharias anteriormente (elétrica e civil) e, agora, não há mais volta. Não sei o que fazer. Meus olhos se enchem de lágrimas ao escrever isso. É triste. Eu pareço não ter sentimentos pelo teor duro do texto, mas sou bastante sensível.
Para vocês terem ideia, no ensino médio quase ninguém sabia meu nome. Eu ficava sentado no fundão extremo da sala, com fones de ouvido SEMPRE que o professor não estava em sala. Se somar o meu tempo de fala durante o "terceirão" inteiro certamente não passa de 10 minutos. E note que eu ficava na escola das 7h da manhã às 20h da noite e, durante a maioria dos dias letivos, eu voltava para meu apartamento sem ter dito uma palavra sequer.
Eu gosto de ficar sozinho. Não gosto de multidões. Prefiro observar tudo de longe, de analisar minuciosamente meu arredor. Mas eu gostaria também de uma pessoa em quem eu possa confiar, que seja companheira, carinhosa, que cuide de mim, que se importe comigo. Uma pessoa cuja presença ou existência me concedesse a confiança para ir até à cantina naqueles intervalos infernais e comprar uma coxinha de calabresa (famosa na faculdade), e conseguir de fato desfrutar dela. Seria como um anjo da guarda. Antes de dormir eu idealizo essa pessoa na minha mente e imagino que ela me acompanha nos intervalos da faculdade. Eu imagino que essa pessoa me dá forças para ser alguém minimamente normal. Eu queria poder ir com ela a uma feira, comprar frutas de que gosto. Queria ir a um shopping, escolher roupas interessantes. Assistir a um filme junto com ela. Conversar com ela sobre assuntos aleatórios.
Sou uma pessoa que simplesmente não tem direito à vida, à amizade, à aventura, à descoberta do novo. Tudo que acontece parece ser exterior a mim. Minha orientação geográfica é um lixo. Eu não sei nomes de ruas, não consigo voltar para casa sozinho sem auxílio do Google Maps, não sei quando é que o ônibus vai parar no meu ponto, mesmo morando e estudando nesta cidade estúpida há mais de 20 anos. Eu nunca consigo lembrar dos prédios famosos que ficam nos entornos da faculdade ou do meu apartamento. Eu me perco dentro da própria faculdade. Parece que nem o elevador eu consigo usar direito. Me sinto sozinho, literal e metaforicamente perdido na vida.
Acordar hoje e lembrar que eu estou dentro dessa realidade é assustador. Eu vivo num pesadelo infindável. NINGUÉM MERECE SER EU, VELHO. Que droga, cara... Sempre que eu acordo eu sou agredido pela realidade, é pior do que levar um soco na cara todas as manhãs.
Depois eu preciso, urgentemente, melhorar a expressividade deste texto, bem como traduzi-lo para o inglês, mas no momento estou sem tempo, então escrevi subitamente.
*Minha proposta é a seguinte:*
Alguém que é TÃO fodido socialmente quanto eu quer vir morar comigo? Eu preciso de alguém que vá aos intervalos da faculdade comigo. Preciso de um anjo da guarda. Não aguento mais ser eu. Quero ter alguém pra ir na padaria, na farmácia comigo. Que viaje para a Europa comigo, que explore o mundo comigo. Preciso de uma pessoa que me ajude de forma maternal, que cuide de mim, eu sou fraco socialmente e sozinho não consigo fazer muito. *Alguém que entenda que eu NÃO quero mais ninguém a não ser essa pessoa maternal*. Conversar quase que exclusivamente com ela.
Alguma garota fofa e com ~GRANDE~ fobia social quer vir morar comigo? Alguma garota que goste muito de ciências, estudos, de jogar vídeo game ou então que seja BASTANTE compreensiva e carinhosa quer vir morar comigo? (não quero uma namorada; apenas um "anjo da guarda" que me acompanhe mesmo).
Ou então um cara que tenha uma fobia social do meu nível (infelizmente, acho que deve ser praticamente impossível achar alguém tão fodido desse jeito) quer vir morar comigo, ser meu amigo, me ajudar nos intervalos da faculdade? Tenho espaço de sobra aqui.
Alguma pessoa MUITO, mas MUITO tímida mesmo quer tentar traçar uma jornada comigo?
Preciso de alguém com quem construir coisas. Várias coisas. Ganhar dinheiro, aprender línguas, ajudar-se de forma verdadeira e sem hipocrisia, alguém para poder abraçar e dizer o quanto ela é importante.
Acho que por enquanto é só. Vou estudar. Tchau
submitted by Fischer320 to desabafos [link] [comments]


COISAS PARA FAZER COM NAMORADO (A) - YouTube 23 MINIATURAS FOFAS E MAQUIAGENS ARTESANAIS PARA SUA ... Aprenda com esse tutorial, como fabricar sua própria ... Frases lindas de amor para o Crush/Namorada ❤ 5 Frases Para Fazer Alguém Se Apaixonar - YouTube 6 Brincadeiras Para Fazer Com Namorado - YouTube 36 maneiras de deixar sua namorada feliz. COMO FAZER COISAS FOFAS DE PAPELARIA  DIY - YouTube Como deixar o namoro mais feliz com coisas simples

20 COISAS SUPER MEMORáVEIS E FOFAS PARA FAZER PARA SUA ...

  1. COISAS PARA FAZER COM NAMORADO (A) - YouTube
  2. 23 MINIATURAS FOFAS E MAQUIAGENS ARTESANAIS PARA SUA ...
  3. Aprenda com esse tutorial, como fabricar sua própria ...
  4. Frases lindas de amor para o Crush/Namorada ❤
  5. 5 Frases Para Fazer Alguém Se Apaixonar - YouTube
  6. 6 Brincadeiras Para Fazer Com Namorado - YouTube
  7. 36 maneiras de deixar sua namorada feliz.
  8. COMO FAZER COISAS FOFAS DE PAPELARIA DIY - YouTube
  9. Como deixar o namoro mais feliz com coisas simples

Como tratar bem a sua namorada!(Christina ... Vídeo românticos para namorada 😍 - Duration: 3:41 ... 🛑O PONTO FRACO Das Mulheres Como Fazer Ela Ficar Louca De Amor Por ... IDEIAS DE ARTESANATOS MALUCOS PARA CASINHAS DE BONECA Temos uma pergunta muito importante para você: quer os acessórios mais legais para sua casa de bonecas ... Que tal fazer você mesmo um caderno com as cores do arco-íris, post-its criativos, marcador de páginas magnetico e uma régua mega fofa? Hoje eu vou te ensina... Itens utilizados (Brioquinho Virtual) = 1 preservativo 1 pedaço linha barbante (Pacu e Prapau) = 1 rolo papel higiênico 1 preservativo (Pacotinho De Chips Do... Aquele assunto que todos nós gostamos de falar né Indelicados! Me segue no instagram @biagomees_ Uma fofurinha para variar~~ ... 36 maneiras de deixar sua namorada feliz. - Duration: 5:44. ... COMO FAZER ELE SENTIR SUA FALTA Michelle Almendra - Duration: 7:41. 5 Frases Para Fazer Alguém Se Apaixonar 👍 👉 Quer mais? Acesse http://alexandervoger.com/comecar-agora/ Para desenvolver seu poder de sedução clique acima ___... 🎁 Ebook Gratuito: http://romancenacerta.com/ebook-gratis-5-tecnicas-infaliveis-para-enlouquecer-um-homem-na-cama/ 🔥 Saiba Como Melhorar Sua Vida Sexual: http... Gostou? Então se inscreve aí e faça parte do nosso canal ️ Compartilhe e deixe seu like!!! Muito Obrigado por assistir ️